quarta-feira, dezembro 18, 2013

Presidente pode deixar o Sapucaiense


          A não participação do Sapucaiense na Divisão de Acesso de 2014 pode fazer o presidente do clube, José Luiz Christianetti, deixar o comando rubro-negro nos próximos dias. O mandatário tinha a esperança de participar da competição via convite. Segundo Christianetti, o presidente da Federação Gaúcha de Futebol, Francisco Novelletto, teria prometido a ele que o Sapucaiense seria convidado por ter sido segundo colocado do primeiro turno da terceira divisão este ano. O regulamento, porém, previa o acesso de três clubes apenas. Ao campeão do primeiro turno, ao vencedor do segundo turno, mais a terceira melhor equipe da competição. O Sapucaiense chegou disputar a terceira vaga com o Marau, mas perdeu a disputa. Noveletto afirma que o Sapucaiense poderia ficar com uma eventual quarta vaga se alguma das equipes credenciadas a disputar a Divisão de Acesso desistisse do torneio. O que não ocorreu. “Todos confirmaram participação no Congresso da competição (na última terça)”, diz o presidente da FGF. Após a definição das equipes da Divisão de Acesso de 2014 no Congresso da última terça, Christianetti informou que irá pensar se permanecerá no cargo. “Estou pensando nessa possibilidade (de sair), sim. Retornei com a expectativa de colocar o clube de volta à Série A. Porém, nossa comunidade não apoia. Então, não tem porque ficar brigando por uma coisa que a cidade não quer”, lamentou o presidente.Christianetti não informa o valor atual da dívida do clube, mas fala o valor que está faltando para quitar salários dos jogadores que defenderam o clube na terceira divisão: R$ 23 mil. “Muitos jogadores já receberam. Pagamos outubro. Faltam 17 dias de novembro”, revelou.

Profissional pode fechar
       A possível saída do presidente do clube, coloca o Conselho Deliberativo do clube, formado por 32 conselheiros e presidido por Lauri Bresolin em alerta. Bresolin tentará de todas as formas convencer o presidente Christianetti a permanecer no cargo, mas se não conseguir, não descarta fechar o departamento de futebol profissional. “É uma situação delicada. O clube não é meu, muito menos do Chico (José Luiz Reche Christianetti, presidente), então temos que ter calma. Vamos conversar para depois tomar qualquer decisão. Mas se isso ocorrer podemos fechar o departamento profissional, mas não o clube. Isso posso garantir”, afirmou Bresolin. Ele reconhece que Christianetti praticamente não ganhou apoio de ninguém na cidade. “Havia muitas promessas de apoio que não foram cumpridas”, lamentou.

Reunião
       O presidente do conselho pretende resolver todos os problemas antes da virada do ano. Bresolin já deixou claro que desta vez não irá assumir o cargo, como fez ano passado, quando Ibanor Catto também renunciou. “A ideia é resolver tudo rápido. Vamos reunir o conselho e conversar. Mas deixo claro que desta vez não assumirei a presidência, como fiz no passado”. A Segundona Gaúcha (terceira divisão), está prevista para iniciar em março.

Entrevista/Lauri Bresolin
Jornal VS - O presidente disse que está pensando em deixar o cargo.  O que sabe sobre isso e o que será feito?
Lauri Bresolin - Estamos sabendo desta possibilidade, sim, mas a ideia é tentar convencê-lo a permanecer. Se não conseguirmos, o conselho será chamado.

VS - Em menos de um ano, se o presidente confirmar sua saída, será o segundo a deixar o comando. O que está ocorrendo?
Bresolin – É uma situação difícil. Sem o apoio da comunidade, fica um desgaste muito grande. O Chico se doa de coração e alma por esse clube, mas sozinho é complicado.

VS - O Sapucaiense fechará as portas se o presidente renunciar?
Bresolin – Isso eu garanto que não irá ocorrer. Podemos repensar o foco e fechar o departamento de futebol, porém as categorias de base irão permanecer. 

VS - Você sempre esteve próximo do presidente. Houve um erro na troca de técnico este ano?

Bresolin – Sempre estive ao lado dele, como agora. Chegamos a conversar sobre isso na época. Falei que seria um erro a troca, porém, ele é o presidente.

Palinha.com

2 comentários:

leandro stracke nando disse...

PRESIDENTE ERROU FEIO EM TROCAR O TREINADOR,MAS FAZ PARTE ,TENHA CALMA E USE A CABEÇA PARA GERIR O CLUBE TENTE DESENVOLVER O PATRIMÔNIO POIS O PRÓ ESPORTE ESTADUAL E FEDERAL ESTA AI ESPERANDO PROJETOS COM SOBRA DE VERBAS,MUITOS CLUBES PEQUENOS ESTÃO APROVEITANDO ESTA CHANCE,SÓ ASSIM O SENHOR VAI FORMAR PATROCÍNIOS COM ESTRUTURAS COMPATÍVEL,NÃO ADIANTA FECHAR O CLUBE ASSIM SÓ VAI FINDAR O TIME E CLUBE POIS TEM 32 CONSELHEIROS ,COM ASCARTAS DE SEQUESTRO DE ICMS PODERA CONSTRUIR UM NOVO CLUBE AI SIM SERÁ POSSIVEL CRESCER PRESIDENTE.

leandro stracke nando disse...

Que o novo Volmar seja similar ao eterno estádio do do GAÚCHO E QUE VOLTE A SER GRANDE QUE ADORMECEU.