domingo, dezembro 01, 2013

"Temos apenas 400 sócios" diz presidente do Rio Grande

Aline Rodrigues
           Na noite da última quinta-feira (28), novos conselheiros passaram pela aprovação da direção e dos atuais conselheiros do Rio Grande. Em assembleia geral, os candidatos foram eleitos por aclamação. Na oportunidade, todos os presentes puderam expor sugestões para contribuir com o clube. Os conselheiros Edes Cunha e Walter Albrecht conduziram a assembleia.
           Na oportunidade, o presidente do clube, Rafael Tremper Leonetti, explicou a situação do Rio Grande. “Está ocorrendo um declínio muito grande de todos os clubes sociais. O Rio Grande depende dos seus sócios. Temos apenas 400 sócios em dia com a mensalidade”, apontou. 
         Leonetti comentou ainda sobre a falta de apoio da Federação Gaúcha de Futebol, e destacou que muitos clubes já estão fechando as portas e que caso o Rio Grande não obtenha apoio, essa possibilidade não está descartada. “Esse ano, mesmo com todas as dificuldades, conseguimos colocar o nosso time em campo, mas falta apoio da federação”, enfatizou.

           O presidente disse ainda que é necessário muita união do conselho e que todos precisam trabalhar, contribuindo cada vez mais com o clube. “Precisamos trabalhar de forma diferenciada”, concluiu. 

Jornal Agora 

Um comentário:

Marcos Paulo Moraes disse...

Não entendo essa postura dos clubes quando falam que "falta apoio da federação"! De uns anos pra cá depois do Noveletto ter ajudado os clubes algum valor financeiro (cerca de 15 mil reais), material para todos os clubes do interior que quisessem da Mega Sports (inclusive alguns clubes usam até hoje os abrigos principalmente) além de pequenos apoios das empresas do presidente para pinturas e pequenas reformas nos estádios. Agora esses clubes acham que a federação tem que bancar eles! Não conseguem entender que a federação não consegue vender pra ninguém a segundona e terceirona pelas varzeas que os times fazem ano apos ano. Esses campeonatos só são notícia através de brigas ou batalhas campais! Se acostumaram mal com o Noveletto dando uma mão, agora acham que é obrigação dar o braço! RUIM COM ELE... PIOR SERÁ SEM ELE!