segunda-feira, março 31, 2014

Com show de horrores da arbitragem, Ypiranga avança e Inter-SM fica de fora da Final

            Com quase 10 mil torcedores no estádio Colosso Da Lagoa, o Ypiranga derrotou o Internacional de Santa Maria por 3 a 2 com uma arbitragem muito fraca de Luis Teixeira Rocha. Reclamações não faltaram após o apito final em Erechim. O Inter-SM reclama do pênalti inexistente marcado para os donos da casa e um possível impedimento no segundo gol do Ypiranga. O árbitro também se mostrou perdido nas sinalizações dos cartões e inversões de faltas.
          Com bola rolando, o Inter-SM saiu na frente do marcador por duas oportunidades, mas devido a todos os fatores já citados, o clube acabou sofrendo a virada. Os gols do alvirrubro foram assinalados por Fábio Alemão e Marco Antonio. Já o Ypiranga assinalou com Jean Paulo, Ribeiro e Gil. O time de Erechim irá enfrentar o Brasil de Farroupilha na final do primeiro turno da Série A2. O primeiro jogo será quarta-feira nas Castanheiras e o segundo em Erechim.

FURTO e falta de Segurança
        Outro fato a ser lamentado no estádio Colosso Da Lagoa é a segurança das Cabines de Imprensa. Em determinados estádios do Interior somente ingressa nas cabines quem tem credencial da ACEG, porém em Erechim não é assim. Durante a jornada esportiva da Rádio Imembuí, um homem invadiu a cabine pedindo dinheiro e após furtou um celular de um dos radialistas que estava trabalhando no jogo.

ACUSAÇÃO FALSA
       O jogo foi cheio de incidentes em Erechim. Durante a entrevista coletiva, o técnico Badico tirou o ombro do lugar e foi levado para o vestiário na maca. Na saída da delegação, um homem vestido com uma camiseta do Ypiranga, que parecia ser da direção, acabou acusando o Inter-SM de tentar roubar a maca. O Inter-SM apenas utilizou a maca para levar o técnico Badico para o vestiário. Isto acabou gerando bate-boca. O mesmo homem, acabou acusando a equipe da Rádio Imembuí de estar inventando o furto do celular. Um BO sobre os dois incidentes ficou de ser realizado em Santa Maria, tanto da acusação por difamação, quando do furto do celular.

3 comentários:

Augusto Bettio disse...

Outro incidente que faltou registro foi o quebra quebra que o Inter-SM promoveu no vestiário do Colosso da Lagoa. Os jogadores e comissão técnica vadalizaram o vestiário doa vistantes

Eduardo Ferreira disse...

Eduardo Ferreira:
Está mais para chororô de perdedor!! Olha quantos jogos já tiveram em Erechim entre eles Grenal com divisão de torcidas e nunca deu nada!! Não sabem perder, fechem as portas!!!

venício disse...

Só pode ser piada esse choro da rádio e do Interzinho. O Colosso se comparado com 90% dos outros estádios do interior parece o Camp Nou do Barcelona.